Páginas

19.7.12

Nada ilumi Nada








São horas e bocados
ás vezes dias alucinados
Noutros, almoços danados
Para homens quase-estragados

Mas podes cair à vontade
O espaço não é assim tanto para a queda ser feia
Pode ser dura, podes morrer
No mínimo é cefaleia.

São só bocados e bocados
das tuas coisas a morrer
E se morrer é assim tão mau
Porque é que chegaste a nascer?

Imagina que somos dois
Na varanda do teu 2º andar
Dá-me o teu cigarro e canções
Imagina que vamos dançar

A porta continua aberta
Podes sair quando quiseres
Mas Por favor não vás agora.
No fundo elas são só mulheres.






3 comments:

Luís Freitas said...

Não percebo o porquê da troca ;)

Inês Soares said...

Oh... Percebes sim.

jess said...

"E se morrer é assim tão mau
Porque é que chegaste a nascer?"
muito bom