Páginas

8.3.12



fel
s. m.
1. Humor muito amargo contido numa vesícula aderente ao glóbulo do fígado.
2. Vesícula que segrega esse humor.
3. [Figurado]  Amargor; rancor; ódio; mau humor.


Todos os seus movimentos estão comprometidos com os da sua amante, todos são pensados não a dois , mas para dois, todos são um grito á proteção, e beleza da vida e da morte.
Tem o olhar e o perfume que os pais têm, e nunca sentiu nada por ninguém, nem mesmo agora.

4 comments:

Luís Freitas said...

Gostava de a conhecer senhora *

Inês Soares said...

A quem?

Luís Freitas said...

A ti, claro. Gostava de conhecer a cara por detrás desta escrita.

MónicaFonseca. said...

Mau humor,

o senhor rabugento veio ter comigo ontem, acontece que não estou para pieguices nem para palavras doces, acontece que é este mau-humor que me faz escrever o que eu bem quiser e entender, sem que seja coerente ou correto.
Digo-te, quem nunca sente nada por ninguém, não sabe ser alguém. Isso é triste, muito triste.